CAPAGUELA

Brasileiro passa sufoco em Jaws

 

Segue aqui um relato em primeira pessoa do capixaba Edson Vieira, residente em Maui, que acompanhando o psico Magno Passos, teve uma experiência de vida ou morte na impressionante onda de Jaws no ultimo dia 30 de março.
“Passei um sufoco na última quarta em Jaws  e tomei 2 bombas na cabeça.
Na segunda onda quase apaguei , quando conseguí chegar á superficie só saía sangue e espuma da minha boca de tanta água que bebi.
Quando a primeira onda me pegou já arrebentou os meus 2 pés de pato e o leash da prancha,  os pés de pato Kpaloa estavam com cordinha mas só um ficou preso e perdi o outro pé.
Sinistro… quando levantei já veio a segunda bomba, já estava sem fôlego.
edson-2
Terror e panico total!
Chegou um momento que eu não sabia se estava subindo para a superficie ou descendo mais, ou indo para os lados.

Quando o jetski apareceu e me pegou eu já estava mal, ele foi até onde estava a minha prancha ai eu peguei mas sem força, não conseguí segurar ela e perdi de novo a prancha, com isso o jet me largou no canal e o Yuri Soledade pediu para outro jet de um brasileiro me tirar, mas o pior foi que ele me levou até o shore break e eu tive que sair no braço. Peguei uma onda de peito em cima de um monte de pedras e me arranhei todo. Sinistrooooo.”

Esse foi o relato exclusivo que Edson nos passou no dia de hoje, 5 de abril.
edson

Nessa primeira eu fiquei meio que de joelho na prancha pegando impulso para descer o máximo que podia pois estava com o colete o que atrapalha para furar uma onda desse porte.

Quarta dia 30 de março entrou acredito que o último swell da temporada aqui em Jaws/ Maui/Hawaii.
Fui mais uma vez junto com Magno Oliveira Passos, o mais pilhado que conheço, tentar surfar essa onda.
Tinha uns 25 pés no máximo, dessa vez estava com colete, tudo reforçado, vivi ali a pior experiência da minha vida como bodyboarder, infelizmente acabei tomando 2 ondas seguidas na cabeça. O que resultou em um grande susto. Agradeço a todos que me resgataram Francisco Prado, Yuri Soledade, Rick Brayner e Magno Oliveira que de certa forma contribuiram para continuar fazendo o que amo. Aloha.
moledson
“Mas graças a Deus tô vivo pra contar a história e me preparar para a próxima temporada. Eu falei com o Maguinho que nós ainda vamos conseguir tirar muitos tubos em Jaws.” declara o capixaba.

Deixe  seu recado e siga o rider EDSON VIEIRA  em suas próximas aventuras.




There are 2 comments

Add yours
  1. Cesar Merola

    Que susto e irmão que bom q vc esta bem se cuida parceiro e obrigado por representar nosso estado e esse esporte maravilhoso…


Deixe uma resposta