apbacc

VIDEO – TANNER MCDANIEL FAZ HISTÓRIA COM PERFEITO 20 EM ARICA

Arica, Chile 10 de junho de 2018

“Hoje foi um dia muito significativo na progressão do bodyboard. Tanner McDaniel, não só fez sua primeira final, mas ganhou com o maior total final da história – 20 pontos.”

Tanner McDaniel parecia perigoso nas rodadas anteriores, mas nas finais ele foi letal. Ele derrotou dois campeões mundiais, primeiro Iain Campbell e depois Pierre Louis-Costes, para conquistar sua primeira vitória no APB Tour.

As condições para hoje em Arica foram algumas das melhores que já foram vistas neste local. Um sólido swell de 2 a 3 metros recebeu os competidores pela manhã e a ação foi ininterrupta desde o início. A comunidade local entrou em vigor para ver alguns bodyboarding para os livros de história.

Lewy Finnegan foi um dos riders que disputou um lugar cobiçado nas finais. Suas esperanças foram frustradas nas mãos do veterano brasileiro Dudu Pedra na 4ª rodada:

“O que testemunhamos no andar de cima do andaime no último dia de competição estará enraizado nas mentes de todos os que faziam parte do dia. Eu estive em todas as competições nos últimos 4 anos na turnê do APB e hoje foi o mais alto nível de pilotagem de que eu fiz parte. ”

“Jacob Romero foi a minha escolha para vencer. Sua abordagem ontem nas assustadoras tigelas direitas reformulou o que eu achava que era possível e eu realmente pensei que ele iria levar seu ímpeto em suas baterias hoje. Ele se apresentou, mas não foi suficiente hoje. ”

Iain Campbell esteve em forma durante todo o evento, até conhecer Tanner McDaniel nas quartas-de-final. O atual campeão mundial parecia imparável, apesar de seus ferimentos sofridos na primeira rodada.

“Eu me lembro de pensar na semana passada que o surfe estava em um nível mais alto do que o bodyboard por causa do que vi no feed ao vivo do Keramas. Mas depois de ver os últimos 2 dias de competição aqui em Arica eu realmente acredito que nós provamos mais uma vez que o bodyboard é a maneira superior de surfar grandes ondas.

Quero agradecer ao top 16 neste evento por reafirmar minha fé no esporte do bodyboard. Mesmo não sendo eu quem se destacou no evento eu ainda me sinto como parte da loucura que provou que o bodyboard é o esporte mais badass do mundo. ”

Jared Houston foi explosivo em seu round 4 Round contra Joshua Burguete-Kirkman, que estava em uma situação de combinação desde os primeiros estágios do match-up, com Houston lançando um grande backflip para rolar em uma onda, em seguida, um ar em frente outro passeio de pontuação para vencer definitivamente.

“Eu me apaixonei por bodyboard novamente hoje. Concursos em boas ondas mostram o estilo de esporte / pilotagem da melhor forma possível, e eu irei apoiar e fazer parte disso o máximo que puder. As pessoas dizem que o nível de competição não é o que era há 5 anos, mas para essas pessoas eu digo que você está viajando. Eu estive por aí durante alguns dos anos de mais alta fidelidade que o esporte já viu e esse evento provavelmente foi o auge. Estou feliz com o terceiro e estou ansioso para ver o que o Brasil tem! ”

Jacob Romero estava em chamas na rodada final do estágio de classificação da competição. Apesar de sua eliminação nas mãos de Iain Campbell nas quartas de final, ele estava satisfeito com o novo formato e o desempenho de seu amigo de longa data:

“Para ser honesto, eu vim para Arica por causa do novo formato WGS. O APB está estagnado com o formato há anos e eu estava ficando cansado de fazer a mesma coisa. Depois de competir e fazer parte deste novo formato, posso dizer que me fez amar competir de novo!

Todo mundo estava indo all-out e foi refrescante ter algo novo. Estou empolgado com o meu desempenho, mas ainda mais empolgado com a vitória de Tanner. Eu o conheço desde que ele tinha 12 anos e ele cresceu tanto, e essa vitória foi apenas o começo. Yeaaaaah!

E foi Tanner McDaniel quem realmente levou o esporte para uma nova era.

“Este é o meu quinto ano competindo em Arica. Todos os anos em que estive aqui, tenho sido consistentemente surpreendido pelo nível de pilotagem de todos neste evento, especialmente os finalistas. ”

Tanner mantinha a multidão no local e entretinha toda vez que colocava a camiseta de competição. Ele estava se apresentando no auge de sua capacidade, mas sabia que tinha mais para entregar:

“Indo para o último dia eu estava realmente contente com o que eu já tinha feito até agora no evento, mas ao mesmo tempo eu senti que meu trabalho ainda não estava pronto.

Para mim, a compilação da Arica é um dos maiores eventos em que você realmente pode mostrar do que você é feito. Eu encontrei uma clareza estranha em minhas últimas mangas que eu não tinha experimentado antes. Parecia que as coisas iam se unir para mim.

Ganhar meu primeiro evento contra o PLC nas finais foi um sonho que se tornou realidade. Sem mencionar meu primeiro calor perfeito. Eu não posso esperar para voltar no próximo ano para ver qual é o nível mais alto ”.

O final vai cair como um dos maiores da história. O 9 vezes campeão mundial Mike Stewart concordou:

“Hoje foi um dia muito significativo na progressão do bodyboard. Tanner McDaniel, não só fez sua primeira final, mas ganhou com o maior total final da história – 20 pontos.

Num estilo convincente contra os melhores RIDERS técnicos desta época, ele fez jus ao desempenho que todos esperavam e, ao fazê-lo, abriu um novo nível de performance em termos de ondas. ”

Pierre Louis-Costes, detentor do título mundial múltiplo, estava no controle da maior parte da final, mas depois de Tanner ter tirado o momento que ele pode ter dito melhor, em um dos discursos mais gentis para um vice-campeão:
“Tanner é o futuro do esporte e esta é a primeira de muitas vitórias para ele vir.”

Só o tempo irá dizer…

THE REAL DEAL – TANNER MCDANIEL RISES TO THE CHALLENGE IN HISTORIC PERFECT 20 FINAL AT ARICA
Arica, Chile 10th June, 2018

Tanner McDaniel looked dangerous in earlier rounds, but in the finals he was lethal. He defeated two world champions, first Iain Campbell then Pierre Louis-Costes, to claim his first ever APB Tour victory.

The conditions for today in Arica were some of the best that have ever been seen at this location. A solid 2 to 3 metre swell greeted competitors in the morning and the action was non-stop from the beginning. The local community turned up in force to see some bodyboarding for the history books.

Lewy Finnegan was one of the riders vying for a coveted place in the finals. His hopes were dashed at the hands of Brazilian veteran Dudu Pedra in the 4th round:

“What we witnessed from the top floor of the scaffolding in the final day of competition will be ingrained in the minds of all who were part of the day. I’ve been to all of the competitions over the last 4 years on the APB tour and today has gone down as the highest level of riding I have been a part of.”

“Jacob Romero was my pick to take the win. His approach yesterday in the scary right bowls reshaped what I thought was possible and I really thought that he would carry his momentum into his heats today. He did perform, but it wasn’t enough today.”

Iain Campbell was in form the whole event, until he met Tanner McDaniel in the Quarter Finals. The defending world champion looked unstoppable despite his injuries suffered in Round 1.

“I remember thinking last week that surfing was on a higher level than bodyboarding because of what I saw on the live feed from Keramas. But after seeing the last 2 days of competition here in Arica I truly believe that we have once again proven that bodyboarding is the superior way to ride big, barreling waves.

I want to thank the top 16 in this event for reaffirming my faith in the sport of bodyboarding. Even though it wasn’t me who stood out in the event I still feel like a part of the madness that proved bodyboarding to be the most badass sport in the world.”

Jared Houston was explosive in his Round 4 match-up against Joshua Burguete-Kirkman, who was in a combination situation from the early stages of the match-up, with Houston launching a large backflip to roll on one wave, then an air forward on another scoring ride to win definitively.

“I fell in love with bodyboarding all over again today. Contests in good waves show the sport/riding style in the best possible light, and I’ll support and be a part of that for as long as I can. People say the level of competition isn’t what it was 5 years ago, but to those people I say you’re tripping. I’ve been around through some of the most hi-fi years the sport has seen and this event was most likely the pinnacle. I’m stoked with a 3rd and looking forward to seeing what Brazil holds!”

Jacob Romero was on fire from the final round of the of the leaderboard stage of the competition. Despite his elimination at the hands of Iain Campbell in the Quarter Finals, he was pleased with the new format and the performance of his long-time friend:

“To be honest, I came to Arica because of the new WGS format. The APB has been stagnant with the format for years and I was getting tired of doing the same thing. After competing and being a part of this new format, I can say it made me love competing again!

Everyone was going all-out and it was refreshing to have something new. I am amped on my performance but even more amped on Tanner’s win. I’ve known him since he was 12 years old and he’s grown so much, and this win was only the beginning. Yessah!”

And it was Tanner McDaniel who truly took the sport into a new era:

“This is my fifth year competing in Arica. Every single year I’ve been here I’ve been consistently blown away by the level of riding from everyone in this event, especially the finalists.”

Tanner kept the crowd onsite and online entertained every time he put the competition jersey on. He was performing at the height of his capacity, but knew he had more to deliver:

“Going into the final day I was really content with how I had already done so far in the event, but at the same time I felt like my work wasn’t done yet.

To me, the Arica comp is one of the major events were you really can show what you are made of. I found a strange clarity in my last few heats that I haven’t experienced before. It just felt like things were going to come together for me.

Winning my first event against PLC in the finals was a dream come true. Not to mention my first perfect heat. I can’t wait to come back next year to see how much higher level is.”

The final will go down as one of the greatest in history. 9-time world champion Mike Stewart agreed:

“Today was a very significant day in the progression of bodyboarding. Tanner McDaniel, not only made his first final but won it with the highest final total in history – 20 points.

In convincing style against the very best technical riders of this era, he lived up to the performance everyone has hoped for and in so doing opened a new level of performance wave-riding.”

Pierre Louis-Costes, multiple world title holder, was in control for most of the final, but after Tanner took away the moment he may have said it best, in one of the most gracious speeches for a runner-up ever:
“Tanner is the future of the sport and this is the first of many victories for him to come.”

Only time will tell…




There are no comments

Add yours

Deixe uma resposta