duducapa

Frontón definindo seu rei = Espetáculo!

10

O  penúltimo dia começa com a chamada de Manny Vargas e a maré sêca anunciava que o bicho ia pegar. Rolavam umas ondas de 3-4 pés e os comentaristas não imaginavam que com a subida da maré as ondas iam crescer tanto e ganhar pressão suficiente pra deixar muito top pro com a lingua de fora!

Começamos perdendo guerreiros importantes como Eder Luciano que não achou uma segunda onda boa pra avançar e ficou com um sabor amargo na boca, pois poderia ter  avançado com um pouco mais de sorte. A experiência nesse pico é fundamental e com o tempo Éder vai pegando a manha e se jogando mais.

13

Roberto Bruno que vinha embalado de uma boa campanha nas etapas anteriores, se despede do Frontón King nos enchendo de orgulho, pois se jogou sem medo, tomou uma mega lipada logo na primeira onda e não se intimidou, indo outras vezes pra bancada em ondas bastante poderosas. Também lhe faltou pouco e deu bastante guerra no heat.

Uri Passou sua bateria do Round 3 mas foi barrado no Round 4, uma bateria dificil onde ele não teve a mesma sorte nas ondas que vieram. Era um favorito e vinha embalado, assim como Bruno. Vamos saber como ficou o ranking mas com os resultados de Sintra e Chile o baiano se garante nos tops pra 2018.

5

Sempre imaginei Dudu Pedra, José Otávio, Kalani Lattanzi e João Zik, dentre tantos niteroienses desfrutando do Fronton. A onda é a cara dles e não há como negar, ainda mais os que são expertos no Shock. Lidar com a adrenalina da pedra, dos drops aéreos, da volta das manobras e das séries surpresas não é tarefa pra qualquer simples mortal.

Dudu é um exemplo dessa frieza, insanidade e sintonia, aliadas a um bom equipamento e experiência adquirida a cada temporada. Arrancou a única nota DEZ do evento com um tubão pra direita numa onda da série e finalizou na parte perigosa com um ARS forte. Todos que estavam assistindo ao live webcasting gritando de emoção com aquela onda e esperamos que venham mais dessas e melhores… talvez maiores!!

jet

Único brasileiro no último dia de prova, Duduzinho tem a positividade de toda uma nação ao seu lado e mais do que tudo, desejamos proteção e que siga motivado pra ir até a final!

Os super heróis de outros planetas também deram seu show, começando pelo local boy junior Lionel Medina, que teve a torcida a seu favor, se jogando e tirando o atual Campeão Mundial Iain Campbel da prova. Na fase seguinte tirou um tubão de categoria e mostra que vai incomodar nas próximas temporadas. Merecia que  fosse patrocinado e seguisse o tour, para provar o poderia canário em ondas como Pipeline, Teahupoo e Arica.

8

Um show de Ryan Hardy, o curinga convidado da prova que ama o Frontón e sabe como poucos os caminhos pra dar show. Cada onda que pegava era um tubo a mais na sua conta. É sem dúvida um prazer vê-lo de volta ao tour surfando boas ondas.

11

Jared Houston monstro, Diego Cabrera insano, PLC inspirador, Alex Uranga um Acquaman, furou uma onda que poucos teriam a mesma atitude, e disse que se soltasse a prancha ia perder a bateria, pois seguramente a onda ia lhe arrebentar o leash e adios! Amaury enbanjando conhecimento e Canárias sendo Canárias…

quartas

Sem mais palavras, vejam com seus próprios olhos aqui no video highlith do dia 7.



There are no comments

Add yours

Deixe uma resposta