capa sobbreviver

“INTRO” SOBBREVIVER

Pré Estréia SoBBreviver
(Texto originalmente publicado em Abril de 2006)

No dia da Mentira, quem acreditou, viu!

Aconteceu sábado dia 1°, a Pré Estréia do documentário SoBBreviver, na sede da Soul em Curitiba, Paraná.

O pico estava cheio de amigos, familiares, colaboradores, músicos, artistas, fotógrafos, bodyboarders e imprensa local, todos acreditando que assistiriam em primeira mão o filme mais esperado dos últimos tempos, apesar do clima de piada que ronda o dia 1° de Abril, o Dia da Mentira.

O clima estava muito alto astral, com um coquetel rolando a partir das 8 da noite, sinuca pra descontrair, boa música e bate-papo, até que os produtores Elmo Ramos e David Pimentel fizeram uma pequena apresentação e apertaram o play do DVD, iniciando um marco na história do esporte, com a primeira amostra do SoBBreviver.

Ao longo de 2 horas de exibição, o público não desgrudou os olhos do telão e vibravam com as músicas da trilha sonora, com grande representatividade das bandas locais, que ganham destaque e divulgação através do filme. Ao final das palmas, os comentários foram muito agradáveis, muitas críticas positivas e satisfação geral.

“Finalizamos mais uma etapa do projeto SoBBreviver, e uma nova fase começa a partir de hoje, com as exibições feitas durante a Turnê SoBBreviver pelo Brasil afora. Não vejo a hora de começar logo essa viajem e pegar onda! E também rever os amigos que fizemos durante as filmagens, além de continuar captando imagens para nosso próximo projeto.

Estamos conscientes da carga que estamos lidando e temos muito prazer em trabalhar para o desenvolvimento do nosso esporte.” comemora David Pimentel, curitibano e editor do primeiro documentário de Bodyboarding da história do esporte mundial.

Logo após a exibição rolou o show do RCD – Real Coletivo Dub e convidados, botando todo mundo pra dançar e cantar as músicas da trilha sonora do SoBBreviver, que diga-se de passagem atendeu a todos os gostos com 95% das músicas de bandas nacionais, representando regionalmente cada estado por onde o filme conduz o espectador.

“Esse é o nosso primeiro trabalho com um audio-visual, onde pudemos colocar nossa arte, com um formato inovador, visando agradar a cada um da forma que gostaríamos de assistir a um filme com quase 2 horas de duração.

Montamos um clip para cada estado, priorizando um passeio, tanto na parte turística, mostrando altos visuais, tomadas aquáticas, depoimentos dos melhores bodyboarders da atualidade e muita ação dentro d’água. Essa fórmula faz com que o filme fique super agradável, interessante e ao mesmo tempo interativo e reflexivo.” Explicando o sucesso do documentário, o baiano Elmo Ramos, também produtor da obra.

As bandas que tiveram a oportunidade de mostrar seu trabalho, foram selecionadas de acordo com aspectos de cada região, tendo como base o som da atualidade, sem ter compromisso com o pop e abrindo espaço para manifestações do cotidiano. Isso tudo se funde numa colcha de retalhos”, que é o processo de edição em cima do roteiro.

David Pimentel, bodyboarder há mais de 10 anos ,é um amante do esporte e isso foi ponto imprescindível para que os clips de cada estado tivessem a mesma linha, mesmo sendo diferentes, pois o filme todo é como um dia de altas ondas, com esquerdas e direitas tubulares, séries bombando a todo tempo, com tempo para respirar entre um sessão e outra.

Realizados, os produtores comemoram: “Tivemos a preocupação com a qualidade das imagens, seguindo um padrão de luz, imagens com muito sol e céu azul, paisagens deslumbrantes e perfeita fotografia. Com isso ganhamos o interesse de outros públicos, como os pais dos bodyboarders, que torna o clima do filme bastante familiar, chamando atenção de diversas faixas etárias, deixando claro que conseguimos realizar nosso objetivo”.

Por Elmo Ramos – Editor Chefe Ride It!




There are no comments

Add yours

Deixe uma resposta